Informações de Contato


BELO HORIZONTE, MG

Estamos disponíveis Ligue agora.

No último domingo (15/12), no Mineirão, Milton Nascimento encerrou a turnê “Clube da Esquina” com maestria. Acompanhado de Samuel Rosa, Flávio Venturini, Maria Gadú, Lô Borges, Criolo, Maria Rita e Wagner Tiso, Bituca fez o público viajar no passado com canções desde o início da carreira, até os tempos áureos do Clube. 

“Um girassol da cor de seu cabelo” e “Paisagem da janela”, foram as músicas entoadas pelo seu primeiro convidado Samuel Rosa. Logo depois, Flávio Venturini subiu ao palco e interpretou “Nuvem Cigana” e “Nascente”.

A emoção tomou conta do público a cada canção reproduzida. Era nítida a emoção estampada nos rostos de seus convidados, que além de serem referência em seu nicho musical, sempre tiveram uma admiração muito grande por Milton. 

Maria Gadú, que cantou “Canoa, Canoa” e “Cravo e Canela” com Bituca, expressou por meio de suas redes sociais a emoção e a gratidão pelo convite:

“Indescritível a alegria de cantar mais uma vez com Milton. Esse show e esses álbuns que permeiam a história da gente, que ancoram nossos sentidos. Sou só gratidão. Por estar, por essa amizade linda, pelas risadas, pelos aprendizados!”.

Durante o show, várias homenagens foram feitas ao cantor, sendo uma delas cartazes que foram entregues para todo o público com os dizeres “Bituca, eu te amo!”. Durante vários momentos, nos intervalos entre as canções, aquela multidão, em uma só voz, entoava os dizeres do cartaz, deixando Milton sem palavras. Um bandeirão com os dizeres “Voz de Deus” e “Onça Verdadeira” foi estendido, e também causou grande comoção em todos os presentes.

Imagem: Evandro Parreiras

Dando sequência ao espetáculo, Lô Borges, que assinou o primeiro álbum do Clube da Esquina juntamente com Milton, cantou “Trem Azul” e mais tarde “Para Lennon e McCartney”, levantando o público. O próximo convidado, Criolo, se emocionou e emocionou a todos ao cantar ”Me Deixa em Paz” e “Cais” na qual Milton acompanhou no piano. 

Maria Rita, próxima convidada e filha da cantora Elis Regina, por quem Milton tinha muita admiração e amizade, subiu ao palco já bastante comovida para cantar “Encontros e Despedidas”, Nada Será Como Antes” e “O Que Foi Feito (Devera)”. Para finalizar as participações, Wagner Tiso, que foi parceiro de Milton desde a infância em Três Pontas – MG, se emocionou ao citar duas grandes referências da região:

“No sul de Minas temos em Três Corações o rei do futebol, Pelé, e em Três Pontas o rei da música, Milton Nascimento”. Depois desse momento, Wagner foi ao piano acompanhar seu eterno parceiro em “Coração de Estudante”.

Imagem: Evandro Parreiras

Para finalizar, todos os convidados cantaram, juntos, “Paula e Bebeto”, “Nos Bailes da Vida” e “Maria Maria”. Ao som de fogos de artifícios e cantos de “Bituca, eu te amo!”, subiram ao palco toda a produção e músicos responsáveis pelo espetáculo para agradecer o grande público que fizeram da noite de Milton Nascimento uma das mais especiais de sua carreira.

Em suas redes sociais, Bituca agradeceu o grande público de mais de 15 mil pessoas que estiveram no Mineirão:

“Muito obrigado a cada um que fez parte dessa noite inesquecível na minha vida! Cantar em Belo Horizonte é sempre especial, mas não tenho palavras pra descrever o show de ontem”. E ainda completou sobre seus convidados: “O Clube da Esquina sempre foi um grande encontro de amigos, por isso eu não poderia subir sozinho no palco para o show de encerramento da turnê. Muito obrigado aos queridos por aceitarem o convite e dividirem suas vozes comigo e com o Mineirão. Foi muito especial.”


administrator

Graduado em Jornalismo, Gabriel é editor-chefe e designer do BeloriNews e escreve para as editorias de cotidiano, cultura, esporte e política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *