Informações de Contato


BELO HORIZONTE, MG

Estamos disponíveis Ligue agora.

Trabalho audiovisual homenageia mãe e filho assassinados por ciúme e histórias de outras mulheres que tiveram a vida brutalmente interrompida

Imagem; Reprodução/Isabela Morais
Imagem; Reprodução/Isabela Morais

A cantora mineira Isabela Morais lança no dia 24 de março, quarta-feira, o clipe Para Sandra e Icauã, a partir de poema de Micheliny Verunschk – a faixa integra o álbum Do Absurdo, disponível nas plataformas digitais. A data homenageia os sete anos da morte de Sandra e do filho de 10 anos, assassinados pelo namorado da professora pernambucana. Com participação das cantoras Paola Kirst e Tamiris Duarte e montagem de Vitória Proença (229 FIlmes), o trabalho audiovisual também denuncia a perda de tantas outras mulheres que tiveram a vida brutalmente ceifada no país, como Eliza Samúdio, Cláudia Silva, Marielle Franco e Ângela Diniz.

Em 2014, Sandra Lúcia Fernandes, 48 anos, pernambucana, professora, sindicalista, militante, ingressante no curso de Direito, voltava de uma folia pré-carnavalesca com o namorado, Marcos, padeiro de 22 anos. Os vizinhos ouviram, entre cortes de energia, discussões noite adentro. Ouviram os gritos do filho de Sandra, Icauã, de 10 anos, pedindo para que Marcos não a matasse. Tudo em vão. Foram oito facadas em cada um deles. Mãe e filho foram encontrados abraçados, ensanguentados. Mortos. A alegação de Marcos para tamanha atrocidade: ciúmes. Dois anos depois, ele foi condenado a 54 anos de prisão em regime fechado. 

“Mesmo que eu morra, eu não me dou por vencida”

“Uma homenagem à Sandra. Um grito de resistência. Uma vontade, um apelo, para que parem de nos matar.”  – Isabel Morais

Impactada pela notícia do feminicídio, a premiada escritora Micheliny Verunschk, também pernambucana, escreveu o poema que foi transformado em música por Isabela Morais. A gravação ampara-se apenas em canto e percussão para transmitir a denúncia de feminicídio, alcançando grande dramaticidade em vozes que se sobrepõem e se potencializam. Por sua vez, o clipe, conduzido por mulheres nas diversas etapas de produção, reverbera ora a ausência e o luto em imagens tensionadas por claro-escuro e luzes de vela, ora o grito catártico de resistência. As imagens trazem carta escrita à mão com o nome de todas as mulheres homenageadas: Ângela Maria Fernandes Diniz, Eliane Aparecida de Grammont, Eliza Samúdio, Tatiane Spitzner, Elisangela Machado dos Santos, Elisiane Raquel Gomes do Amaral, Elissandra Anunzio Polli, Ana Paula Porfírio, Evelaine Aparecida Ricardo, Antonia Leuda de Sousa, Thalia Ferraz, Viviane Vieira Amaral Arronenzi, Cláudia Silva Ferreira, Marielle Francisco da Silva, Sandra Lúcia Fernandes

O álbum Do Absurdo foi lançado em novembro de 2020 pelo selo Escápulo Records, com um mergulho e uma multiplicidade de olhares artísticos que atravessam as duas décadas de carreira de Isabela Morais, cantora de Três Pontas (MG). O trabalho apresenta composições próprias, parcerias com poetas contemporâneos e releituras de autores de diferentes partes do país. O tema Para Sandra e Icauã e o disco estão disponíveis em todas as plataformas digitais. 

Serviço

Lançamento do clipe Para Sandra Do Absurdo – Isabela Morais

Quando: 24 de março (quarta), às 12h  

Onde: Youtube

Redes sociais da artista: https://linktr.ee/isabelamorais 

Imagem: Reprodução/Isabela Morais
Imagem: Reprodução/Isabela Morais

Leia também: Rita Lee anuncia nova música em parceria com Roberto de Carvalho


administrator

Graduado em Jornalismo, Gabriel é editor-chefe e designer do BeloriNews e escreve para as editorias de cotidiano, cultura, esporte e política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *